O Empréstimo Consignado para aposentados e pensionistas, possui taxas de juros diferenciadas e sãoo até 10 vezes mais baixas que uma modalidade de empréstimo pessoal e ainda seu parcelamento pode chegar em até 72 vezes.

O Empréstimo Consignado para Aposentados e Pensionistas do INSS, uma modalidade de crédito que tem como sua principal característica o desconto das parcelas diretamente no benefício do INSS, outro fator muito importante a ser levado em consideração é o comprometimento máximo permitido estabelecido pelo INSS que é de 30% (trinta por cento) a chamada margem consignável.

Forma de Pagamento

O pagamento das parcelas é realizado através do desconto em folha, contudo, as parcelas não podem ultrapassar sua margem dos 30%.
Com o pagamento via desconto em folha, fica garantido a pontualidade dos pagamentos. Por isso conseguimos fornecer taxas até 10 vezes menores que outras modalidades de Empréstimos pessoal.

Quem Pode?

Esta modalidade de crédito é destinada é APOSENTADOS e PENSIONISTAS do INSS em conformidade com convênio firmado entre o Instituto Nacional de Seguridade Social e parceiros da EraCred.

Opções de Crédito

Refinanciamento

O Refinanciamento é a melhor opção para você que precisa pegar mais dinheiro e não pode fazer um Empréstimo novo. Não é necessário ter margem porque se utiliza o contrato que já está sendo pago. é muito simples fácil e prático o Refinanciamento, mas para isso será necessário ter pago pelo menos 30% do prazo do seu contrato.

Portabilidade

A Portabilidade é praticamente igual ao Refinanciamento a única diferença é que ao invés de fazer no mesmo Banco aonde possuí a dívida é feito a transferência desta dívida para outro banco e você fica com o troco. A Portabilidade é uma opção a ser analisada muito bem, por isso, antes de fechar consulte a opção do Refinanciamento.

Perguntas Frequentes

Sim. O crédito ou empréstimo consignado possui as menores taxas do mercado por ter a garantia de pagamento maior que os outros tipos de crédito. O pagamento já é efetuado todo mês, descontado diretamente do salário ou benefício do tomador de crédito antes mesmo deste pegar ou receber seu salário ou benefício, essa segurança no recebimento faz com que os bancos e instituições financeiras diminuam as taxas já que possuem pouco risco de tomar o chamado "calote".

O Banco Central do Brasil estabelece que a parcela máxima descontada do trabalhador ou do beneficiário não pode ultrapassar 35% (trinta e cinco por cento) do seu salário ou benefício. Desses 30% pode ser feitos na modalidade empréstimo e 5% na modalidade cartão de crédito consignado.

Após contrato assinado os bancos ou instituições financeiras mandam um arquivo de solicitação para o órgão pagador do salário ou benefício pedindo autorização e o órgão pagador após analisar o pedido manda outro arquivo eletrônico autorizando o desconto e somente mediante esta autorização é feito o pagamento. O prazo médio deste processo é de 2 a 5 dias úteis.

Sim. Não tem verificação de SPC ou SERASA nesta modalidade de empréstimo pelo meio de pagamento do empréstimo ser em folha ou diretamente do benefício os bancos e instituições não fazem este tipo de checagem.

Após aprovado o empréstimo o dinheiro estará disponível na conta ou por meio de ordem de
pagamento em 24 (vinte e quatro) horas.

Sim. Os bancos fazem a análise de crédito de todos os clientes e cada banco possui uma política de crédito diferente por isso um banco pode se recusar a fazer o empréstimo e outro pode liberar. O ideal é fazer o empréstimo com parceiros que já possuem o cadastro de vários bancos parceiros e já conhecem a política de cada um para a liberação do crédito mais rapidamente.

Sim. Você pode fazer vários empréstimos ao mesmo tempo. O limite, no entanto, não pode passar de 35% do salário do empregado ou do beneficiário.

Não. Quem pega um consignado não é obrigado a ter conta no banco onde fará o empréstimo. A pessoa nem precisa ter conta em banco para fazer o empréstimo consignado.

Caso você não tenha conta o Banco efetuará uma Ordem de Pagamento em agencia bancária perto da residência do tomador do crédito.

Os servidores militar ativo, efetivos de carreira, reformados e pensionistas, com idade entre 21 e 75 anos.

Sim. As regras para empréstimos consignados para servidores Federal, Estadual e das Prefeituras são bem parecidas. Mas é importante salientar que cada órgão deve possuir autorização específica para que o crédito consignado seja feito. Para saber se o seu órgão pagador esta enquadrado dentro das regras do consignado basta ligar no telefone do site ou fazer uma simulação que os consultores entrarão em contato para maiores esclarecimentos.

Necessário o holerite (contra cheque), Identificador de margem ou acesso ao portal consignado (conforme o órgão pagador), RG e CPF.

Portabilidade é mudança da dívida do cliente de um banco para o outro mediante a diminuição da taxa cobrada do banco portado para o Banco portador.

Não necessariamente o cliente pega o valor da diferença (chamado troco), mas na maioria das vezes isso acontece.

O Refinanciamento consiste em um novo contrato de empréstimo quitando o saldo devedor do cliente, aumentando o numero de prestação ou parcelas para pagar e liberando o troco para o cliente dentro do mesmo banco. Neste caso o cliente continua cliente do mesmo banco do contrato original. A portabilidade consiste na mudança da dívida para um outro banco, nessa transação é possível analisar taxas, quantidade de prestações possibilitando um troco para o cliente.